Por tuas mãos chego ao longe
E alcanço o infinito
Tu és ponte de ternura
No silêncio deste grito
 
Tu és meu porto de abrigo
Estrela que me conduz
Tu estás sempre comigo
Minha mãe e minha luz
 
Contigo descubro a terra
Aprendo o sonho ilusão
Tu és a palavra certa
Na incerta solidão
 
Minha mãe por ti eu canto
Este meu fado de amor
Reconforto do teu pranto
Alívio da minha dor.
[Mariana Oliveira / Jaime Mendes]